Seguir

Assinatura

 

O que é uma assinatura

A assinatura é uma recorrência em si, ou seja, permite gerar cobranças agendadas no cartão de crédito dos seus clientes em ciclos pré-determinados que podem ser semanais, mensais ou anuais.

Na nova API da Mundi é possível:

  • criar assinaturas pré e pós-pagas;
  • criar assinaturas com cobranças em dia específico;
  • aplicar descontos para um cliente ou período específico;
  • pular cobranças;
  • inserir itens temporários (por exemplo: pay-per-view em assinaturas de TV - cliente paga por um produto avulso com valor a parte);
  • criar um setup que gera um pedido no momento em que a assinatura é criada (por exemplo: taxa de matrícula de uma academia, que é uma assinatura pós-paga).

 

Como configurar

A funcionalidade Assinatura está disponível apenas para a Nova API da MundiPagg. Para configura-la em sua loja, você deve conferir os parâmetros em nossa documentação.

Atenção: apesar de alguns módulos já estarem integrados a Nova API da Mundi, a funcionalidade pode não estar disponível. Antes de prosseguir com a integração, verifique a disponibilidade com o nosso time de Suporte.

 

Como são cobradas as assinaturas

Ao final de cada ciclo, as assinaturas geram faturas, documentos onde são discriminados todos os detalhes referentes à assinatura, como itens, valores e descontos, gerando assim uma cobrança para o assinante. Na nova API da Mundi é possível configurar diferentes lógicas de precificação e cobrança, o price scheme.

 

  • ITENS: consumidor é cobrado por item comprado.

Exemplo: se a sua operadora de telefonia cobra R$ 1,00 por minuto em ligações e você utilizou 50 minutos ao longo do período, na sua fatura será cobrado o valor de R$ 50,00 (número de itens x valor do item | 50 x R$ 1,00).

Esta é a forma mais comum de precificação e está disponível na nova API da Mundi tanto para pedidos avulsos como assinaturas.

 

  • PACKAGE: o consumidor paga um valor fixo de acordo com a faixa em que ele se enquadra.

Exemplo: se você contrata um plano de telefonia em que até 10 minutos será cobrado R$ 50, até 50 minutos será cobrado R$ 70 e até 100 minutos será cobrado R$ 100. Ao final do mês, se você consumiu 9 minutos, você pagará uma fatura de R$ 50. Já se no mês seguinte você consumir 25 minutos, você pagará R$ 70.

 

  • VOLUME: o custo do item é variável de acordo com o consumo.

Exemplo: se o seu plano de telefonia cobrasse o valor por minuto da seguinte forma: de 1 a 10 minutos o custo seria de R$ 1,00 por minuto; de 11 a 20 o custo seria de R$ 0,90 por minuto; e de 21 a 50 minutos o custo seria de R$ 0,80 por minuto. Se durante o mês você utilizou 35 minutos você pagará 35 x R$ 0,80, totalizando R$ 28,00. Isso acontece pois, de acordo com a variável estabelecida, o valor do item (minuto) baixou conforme o volume consumido.

 

  • TIER: o custo é determinado por faixa de valor, mas diferente do volume não é variável.

Exemplo: se o seu plano de telefonia cobrasse o valor por minuto da seguinte forma: do 1º ao 10º minutos o custo seria de R$ 1,00 por minuto; do 11º ao 20º o custo seria de R$ 0,90 por minuto; e do 21º ao 50º minuto o custo seria de R$ 0,80 por minuto. Se durante o mês você utilizou 35 minutos a sua fatura seria calculada da seguinte forma: 10 x R$ 1,00 + 10 x R$ 0,90 + 15 x R$ 0,80. Neste caso o total da fatura seria de R$ 31,00. Neste tipo de precificação é estabelecido um valor fixo para cada faixa de consumo.

Esse artigo foi útil?
Usuários que acharam isso útil: 0 de 0
Tem mais dúvidas? Envie uma solicitação

Comentários